Recent Posts
Featured Posts

Como funciona a doação de ossos?


Com certeza você já ouviu falar em transplante de medula, coração, córnea, rins, fígado... Existe também o transplante de ossos. A doação de ossos para transplantes ainda é um assunto pouco conhecido no Brasil e é essencial para recuperação e qualidade de vida de muitas pessoas.

Podem doar, quem tem entre 10 e 70 anos e que não tenham sido vítimas de câncer ósseo, osteoporose ou doenças infecciosas transmitidas através do sangue (como hepatite, AIDS, malária). É muito importante que os futuros doadores expressem, em vida, sua vontade de doar ossos já que, após confirmação do falecimento a autorização é dada pela família.

Existem dois tipos de doadores, os vivos e o doador cadáver: doador vivo é o paciente que será submetido à cirurgia para colocação de prótese em quadril, no qual a cabeça femoral é doada, após consentimento do paciente; doador cadáver é o paciente que evoluiu com morte encefálica ou parada cardíaca durante a sua internação hospitalar, cuja família autorizou a doação de ossos.

Os ossos retirados de um doador, podem beneficiar de 30 a 200 pessoas e são direcionados para pacientes apresentam perdas ósseas decorrentes de tumores, trocas de prótese e traumatismo, além de pacientes portadores de deformidades congênitas e de coluna, problemas odontológicos, etc.

Os ossos doados são encaminhados para o Banco de tecidos, onde são processados em uma área especial, com ar totalmente puro para evitar contaminação por bactérias e vírus. Depois disso, são armazenados a uma temperatura de -80° C, podendo ser guardados por até 5 anos.

Quando um paciente precisa de transplante ósseo, seu médico preenche uma solicitação para o Banco de Ossos. A doação não pode ser feita para um paciente específico.

Quem tiver um parente hospitalizado e que venha a falecer, deve solicitar ao pro­fissional de saúde que comunique a Central de Transplantes, através do telefone 155. Após a morte, o Into tem até 12 horas para recolher o tecido ósseo e armazenar no Banco de Tecidos.

Para saber mais, acesse a página do INTO. O endereço é: www.into.saude.gov.br

E para você que não sabia sobre o quanto doar ossos pode mudar a vida de muitas pessoas, nossa dica é: Seja um doador, compartilhe a informação e faça parte dessa corrente pela vida!

Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square