Recent Posts
Featured Posts

Sequelas do tratamento do câncer


Após o tratamento do câncer, alguns pacientes desenvolvem reações tardias em resposta aos tratamentos pelos quais são submetidos. Cuidados para que nenhum dano grave seja desenvolvido são essenciais quando se trata da recuperação de pacientes com câncer.

Abaixo, descrevemos alguns dos principais efeitos colaterais que podem ser desenvolvidos, a longo prazo:

Problemas Cardíacos: causados pela radioterapia ou quimioterapia na região toráxica, podem incluir inflamações no músculo do cardíaco, insuficiência cardíaca congestiva, ou doença cardíaca.

Os pacientes que receberam elevadas doses de quimioterapia, ou pessoas com mais de 65 anos, possuem maior probabilidade de desenvolver esse tipo de problema.

Problemas Pulmonares: Entre os efeitos que os tratamentos podem causar nos pulmões estão:

  • Alteração na função pulmonar;

  • Espessamento da mucosa dos pulmões;

  • Inflamação dos pulmões;

  • Dificuldade na respiração.

Pacientes que receberam, tanto a quimioterapia quanto a radioterapia, idosos e pessoas com histórico de problemas pulmonares, além de possuir riscos de uma lesão pulmonar maior, podem, desenvolver outros problemas.

Problemas ósseos, articulações e tecidos moles: Pacientes que receberam tratamentos como terapia hormonal, quimioterapia ou medicamentos esteroides e não são possuem o hábito de exercitar-se, tem uma chance maior de desenvolver dores nas articulações, bem como osteoporose.

Para diminuir esse risco, deve-se aliar uma dieta rica em cálcio e vitamina D com exercícios físicos regulares. Um fator importante, é não possuir o hábito de fumar e limitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Problemas com Nervos, Medula Óssea e Cérebro: o tratamento pode ter, a longo prazo, efeitos colaterais no cérebro, medula espinhal e nervos.

Entre os principais efeitos estão:

  • Perda de audição;

  • Risco de AVC;

  • Efeitos colaterais sobre o sistema nervoso, como neuropatia periférica.

Problemas de Visão e Dentário: Dependendo do tipo de tratamento pelo qual os pacientes são submetidos, podem ocorrer:

  • Perda do esmalte dentário;

  • Doenças na gengiva;

  • Diminuição na produção de saliva;

  • Aumento dos riscos de catarata;

  • Problemas intestinais que afetam a digestão, como a diarreia cronica.

Visitas regulares ao seu médico são de extrema importância para evitar e controlar efeitos colaterais a longo prazo. Check-ups, exames de rotina, acompanhamento com outros especialistas como dentistas, oftalmologistas e nutricionistas é uma boa forma de evitar que estes tipos de sequelas se desenvolvam. Converse com seu médico, ele lhe orientará da melhor foma possível.

Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square