Tipos  de tumor ósseo

 

Existem vários tipos de lesões ósseas. Algumas destas lesões, aparecem como manchas nos exames de imagens, porém não são consideradas como tumores verdadeiros, e são conhecidos como pseudotumores. Dentre os tumores ósseos e as lesões pseudotumorais, alguns tipos acometem mais crianças e outros mais adultos. Eles também são divididos entre malignos e benignos, sendo que este último não é cancerígeno e o primeiro, malignos, pode se disseminar pelo corpo.

 

Dentre os tumores ósseos benignos e lesões pseudotumorais podemos citar:

 

  • Tumor de células gigantes são tumores benignos que apresentam agressividade local. Acomete principalmente os adultos jovens, na região das extremidades dos ossos longos, junto aos joelhos e punhos

  • Encondroma é um tumor benigno formador de cartilagem que cresce dentro do osso, predominam entre as 2a e 4a décadas da vida. Acomete principalmente os ossos das mãos

  • Displasia fibrosa é uma lesão óssea benigna, pseudotumoral, que acomete principalmente a 1a e 2a décadas da vida. Pode ser única ou múltipla (acometer vários ossos)

  • Cisto ósseo aneurismático é uma lesão óssea benigna, pseudotumoral, com agressividade local, constituída por lacunas sanguíneas.

  • Cisto ósseo simples - é uma lesão pseudotumoral repleta de líquido no seu interior que nas crianças acomete mais frequentemente o úmero e o fêmur e no adulto, o calcâneo e o ilíaco.

  • Osteoma osteoide - é uma pequena lesão benigna extremamente dolorosa que modernamente vem sendo tratada sem cirurgia através de um procedimento pouco invasivo chamado radioablação

 

 

Dentre os tumores ósseos malignos mais comuns:

 

 

  • Metástases ósseas são as neoplasias malignas mais comuns dos ossos. São disseminações secundárias de tumores malignos originados em outros órgãos que sofreram disseminação para o esqueleto. Acomete preferencialmente os adultos. Qualquer carcinoma pode desenvolver metástase. Mais comumente, os da mama, do pulmão, da próstata, da tireóide, dos rins e do trato gastrointestinal.

  • Mieloma múltiplo é proliferação de células sanguíneas da medula óssea chamada plasmócitos que acomete os ossos mais frequentemente após os 40 anos. É considerado o tumor ósseo maligno primário mais frequente 

  • Osteossarcoma é o tumor ósseo maligno primário mais frequente na faixa etária das crianças e adolescentes. Acomete principalmente os ossos dos joelhos, ombros e quadris

  • Tumor de Ewing acomete principalmente crianças, adolescentes e adultos jovens. Os ossos mais frequentemente acometidos são os das coxas, braços, pernas e bacia

  • Condrossarcoma acomete principalmente os adultos. É um tumor maligno formador de cartilagem. Acomete principalmente os ossos das coxas, braços e bacia

 

 

 

O termo sarcoma é  utilizado para denominar um grupo raro de câncer que se desenvolve a partir dos tecido conjuntivos do organismo como osso e músculo por exemplo. Os principais tipos são os sarcomas ósseos e os sarcomas de partes moles. Os sarcomas são menos frequentes que os carcinomas e se diferenciam de acordo com o tecido que os deu origem, sarcoma (tecido conjuntivo) e carcinoma (tecido epitelial).

Os sarcomas de partes moles podem comprometer tecidos como músculo, gordura, nervos, tecidos fibrosos, vasos sanguíneos ou até mesmo a pele. Eles podem ser encontrados em qualquer parte do corpo, mas a maioria se desenvolve nos braços ou pernas.

Existem muitos tipos de tumores de partes moles, mas felizmente a maoiria deles não é maligna. O mais frequente você com certeza já ouviu falar é o lipoma.

Quando o termo sarcoma é parte do nome da doença, significa que o tumor é maligno.  Exemplo: sarcoma sinovial, rabdomiossarcoma. Existem mais de 50 tipos diferentes de sarcomas de partes moles. A cirurgia realizada com critérios oncológicos por especialistas é a principal forma de tratamento